Breve história

 

A Escola E.B.1/ JI Raquel Gameiro abriu as suas portas no ano de 1983, com o nome de Escola nº 10 da Venteira, contando na altura com cinco salas de aula pré-fabricadas e duas casas-de-banho, uma para os rapazes e outra para as raparigas.

Hoje, e depois de ser conhecida como Escola Nº3 da Venteira, a Escola Básica 1 e Jardim-de-infância Raquel Gameiro é um edifício distribuído por dois pisos de construção recente, que integra quatro salas de aula e uma sala de jardim de infância. Esta sala de JI, apesar de dar alguma resposta à população da zona, não consegue anualmente satisfazer na totalidade aqueles que o pretendem frequentar.

A Escola situa-se na zona centro da freguesia da Venteira, numa zona inferior ao nível da rua. Está ladeada a nascente pelo Mercado Municipal da Venteira. O acesso faz-se pela praceta Roque Gameiro.

Patrono da Escola

Raquel Roque Gameiro Ottolini nasceu em Lisboa em 1889. Notabilizou-se como pintora aguarelista, colaborou em livros e jornais diversos, ilustrou obras de Ana de Castro Osório e contos infantis de António Sérgio. Foi premiada com a medalha de honra da Sociedade Nacional de Belas Artes. Participou na caricatura de várias personagens para a realização do espectáculo Damas e Varões Ilustres da Amadora. A família Gameiro teve uma importância relevante no domínio da cultura, nomeadamente na pintura a aguarela.

Considerou-se que o nome mais indicado a dar à escola seria o de Raquel Gameiro, filha do mestre Roque Gameiro muito ligado à freguesia da Venteira e ao bairro onde se situa a escola situada a escassos metros da Casa Museu Mestre Roque Gameiro.

A escolha do patrono ficou decidida na acta nº 220 do dia 4 de Junho de 1997, após várias reuniões com as entidades envolvidas no processo.

Dados adicionais